Quer viajar de graça? Então fique atento à reserva do bilhete com antecedência!

Idosos que desejam fazer viagens interestaduais de ônibus devem ficar alertas para não perder o prazo de antecedência da aquisição do bilhete.

Os idosos que tem idade igual ou superior a 65 anos que pretendem viajar sem pagar suas passagens de ônibus devem ficar atentos com o período de antecedência obrigatório.

Embora a gratuidade em passagens de ônibus e trem seja um direito estabelecido por lei, é necessário que o beneficiário atenda ao prazo de antecedência da aquisição do bilhete/passagem, do contrário, não será possível usufruir desta vantagem.

Isso se dá ao fato de as vagas reservadas pelas empresas de transporte rodoviário ser bastante restritas (geralmente, algo em torno de dois assentos gratuitos para idosos por viagem), e por ser bastante concorrido, o usuário corre o risco de não conseguir a vaga cedida.

Há uma variação de horário de antecedência, variando de um terminal rodoviário para outro, mas no geral, a aquisição da passagem do ônibus/trem deve ser feita com no mínimo três horas de antecedência da viagem. Além disso, o beneficiário também deve comparecer com 30 minutos de antecedência da partida do transporte, para assegurar seu direito.

Em alguns terminais rodoviários do Estado de São Paulo, a aquisição do bilhete deve ser de 60 dias de antecedência. Vale ressaltar que este direito é válido apenas para ônibus interestaduais convencionais e não ônibus executivos.

Além do mais, para ter o bilhete é preciso, no ato da “compra” apresentar a seguinte documentação: Carteira do Idoso, RG (ou qualquer outro documento de identidade que confirme a idade), comprovante de residência e comprovante de renda mensal.  

Pode acontecer de o beneficiário ser cobrado pela passagem?

Em alguns casos é possível que seja necessário fazer o pagamento para efetuar seu destino, mesmo fazendo a comprovação da sua idade. Se isso acontecer, não se assuste. Os trajetos realizados para dentro do Estado de São Paulo não contam com a obrigatoriedade da liberação de vagas para idosos.

O direito só está garantido nos casos onde o veículo vai se deslocar para outros estados do país, onde a lei é atribuída.

 

Deixe um comentário

avatar