Moradias Coletivas de Idosos – Um grupo de idosos planejam…

Um grupo de idosos planejam comunidades e assim, evitam solidão. Lembram-se dos hippies?

No auge da década de 60 e 70, esses mesmos idosos hoje, eram os jovens daquelas comunidades alternativas. Nos dias atuais esses idosos se reúnem nesse projeto neo-hippie que são as moradias coletivas de idosos.

De São Paulo

Nesse Estado, há um ano um grupo de idosos faz encontros na intenção de formar o primeiro ´´cohousing´´ aqui no Brasil. São em torno de 20 pessoas, com idade beirando os 60 e 70 anos e que não pensam em asilos.

O que proporcionam esses espaços?

Esses espaços na Europa, EUA, Canadá, Austrália e agora Brasil, tendem a proporcionar pessoas reunidas por uma mesma intenção que em diferentes cidades como Brasília, Minas Gerais, Botucatu, Atibaia e em São Paulo, que é o projeto mais avançado.

O objetivo principal é o de fortalecer as antigas experiências hippies nos vínculos comunitários e acima de tudo proporcionar um cuidado mútuo entre os idosos. Uma anulação da Individualidade. Isso segundo, a arquiteta Lílian Avília, de 68 anos, integrante e estudiosa desse grupo que ela chama em nossa língua materna de ´´co-lares“.

A definição do espaço

A definição do espaço e como ele será construído e habitado pode ser desde uma vila, um condomínio ou mesmo um prédio. São três anos de preparação, desde o grupo, como será? que deve começar pela afinidade em se morar num mesmo local.

A acessibilidade deve contemplar a arquitetura do local com todos os cuidados domésticos a serem tomados para os idosos, como as portas largas, o piso e sua escolha e as barras de apoio. Todos os moradores devem organizar eventos com uma regularidade e tudo dependerá do perfil da turma, tipo: bingos, almoços, karaokê e muitos outros.

A convivência nesse ´´cohousing“

Essa convivência não incluíra apenas os eventos realizados e sim, que os vizinhos são incentivados a ajudar uns aos outros sempre e em todos os aspectos e não como um cuidador e sim, tornar as relações mais amigáveis.

O relato de uma integrante desse grupo

A publicitária Carla Elizabeth, de 68 anos e integrante desse grupo de cohousing, afirma que conforme o tempo vai passando os filhos tendem a seguir as suas vidas e nós como idosos precisamos repensar a nossa vida e esse projeto pode cair como uma luva em nossas vidas.

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
S. S. Recent comment authors
newest oldest most voted
S. S.
Visitante
S. S.

Eu acho sensacional Muitos idosos se sentem solitários e nestas moradiass coletivas eles terao a oportunidade de ter uma familia.